Conselho Nacional do CDS-PP reúne-se no próximo domingo para marcar congresso

O Conselho Nacional do CDS-PP reúne-se por videoconferência no domingo para marcar o XXIX congresso ordinário, que será antecipado, uma reunião na qual serão ainda analisados os resultados das autárquicas, segundo informação adiantada à agência Lusa.

Na sexta-feira, numa declaração sem direito a perguntas dos jornalistas na sede do partido, em Lisboa, o presidente do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos, anunciou que se vai recandidatar à liderança do partido e que tinha já pedido ao Conselho Nacional a marcação do próximo congresso eletivo.

De acordo com a convocatória assinada pelo presidente do Conselho Nacional, Filipe Anacoreta Correia – que está a ser enviada aos conselheiros e a que a agência Lusa teve acesso –, esta reunião realizar-se-á, por videoconferência, no próximo domingo, dia 10 de outubro, a partir das 09:00.

Na ordem de trabalhos consta a proposta para a data do congresso ordinário, que será assim antecipado, uma vez que estas reuniões magnas centristas decorrem de dois em dois anos e se esta acontecesse na data prevista seria no final de janeiro ou início de fevereiro de 2022.

Em relação ao XXIX Congresso Nacional, faz ainda parte da agenda dos conselheiros a “apresentação, discussão e votação do Regulamento de Eleição de Delegados, do Regulamento do Congresso e eleição da Comissão Organizadora do Congresso”.

O Conselho Nacional de domingo analisará ainda os resultados eleitorais das autárquicas de há uma semana.

Na sexta-feira, Francisco Rodrigues dos Santos afirmou “estar absolutamente seguro” de que é a pessoa certa “para continuar a atingir os objetivos do CDS-Partido Popular”.

“Por sentir que cumpri o meu dever e que ninguém, nas mesmas condições, seria capaz de fazer melhor, é minha obrigação colocar-me à disposição dos militantes do meu partido para continuar a liderar o CDS-Partido Popular”, anunciou então.

Para isso, o líder centrista pediu então “ao presidente do Conselho Nacional a marcação de uma reunião para análise dos resultados eleitorais” e a “marcação do próximo Congresso eletivo, para ouvir o partido, discutir ideias” e apresentar a sua estratégia aos militantes.

Na mesma declaração, Francisco Rodrigues dos Santos avisou a oposição interna que “não há tortura de números nem contabilidade criativa que apague o sucesso” das autárquicas, criticando os que querem transformar em insucesso os bons resultados “para seu aproveitamento pessoal”.

Horas antes, nesse mesmo dia, numa publicação na rede social Facebook, o eurodeputado Nuno Melo tinha feito uma análise crítica dos resultados do CDS-PP nas eleições autárquicas, tendo ainda anunciado que dará a conhecer “dentro de dias” se será candidato à liderança do partido.

Já no domingo, em declarações à agência Lusa, o antigo líder parlamentar do CDS-PP António Lobo Xavier confessou estar “preocupado e nada descansado” com a situação do partido, mas não atribuiu responsabilidades inteiramente à atual direção, apesar de compreender quem acha que conseguiria fazer melhor.

Read More

Leave Your Comments

Your email address will not be published.

Copyright 2011-2021. All Rights Reserved